Por que essas competências são tão importantes?

Diversas pesquisas indicam que boa parte das tarefas humanas serão automatizadas nos próximos anos. Com isso as habilidades que são exercidas pelos seres humanos ganharão cada vez mais atenção, tanto no campo do trabalho quanto no campo da Educação. A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) inclui entre as 10 competências gerais que irão nortear o trabalho das escolas e dos professores em todos os anos e componentes curriculares, o Pensamento científico, crítico e criativo (item 2) e a Empatia e cooperação (item 9). 

A UNESCO, braço da ONU responsável pelo tema Educação,

lançou um documento onde enumera e detalha os objetivos de aprendizagem para que as ODS's sejam realizadas. Em todos os objetivos de aprendizagem construídos para cada um dos ODS's, existe a presença do tema empatia como peça central de aprendizagem, direta ou indiretamente.

 

Em 2018, os diretores executivos e de recursos humanos de grandes empresas que responderam à pesquisa “Futuro do Trabalho”, do Fórum Econômico Mundial, identificaram o pensamento crítico e criatividade, entre outras, como duas das dez principais habilidades que serão mais exigidas nos próximos anos. Outros relatórios usando metodologias diferentes apontam na mesma direção, exigindo que o pensamento crítico e o pensamento criativo sejam efetivamente praticados nas salas de aula.

 

O Instituto McKinsey constatou que a demanda por habilidades cognitivas de alto nível, como criatividade e habilidades de pensamento crítico, aumentará consideravelmente até 2030: de acordo com suas previsões, a demanda por criatividade aumentará em 40% e 30% e a demanda por pensamento crítico e tomada de decisão aumentará em 17% e 8% (Bughin, 2018).

 

Em razão disso, desenvolvemos a trilha que chamamos de PECC: Pensamento Empático, Crítico e Criativo. Alicerçados neste tripé que iremos conduzir nosso workshop, desenvolvendo atividades práticas no campo da empatia (para que o educador possa exercer essa competência em suas atividades e desenvolver seus alunos), do pensamento criativo (como gerador de novas ideias e soluções) e do pensamento crítico (questionando e avaliando ideias e soluções).

 

Junte-se a nós nessa jornada educativa e vamos discutir e praticar o papel da educação no desenvolvimento do pensamento crítico, transformando seus alunos em protagonistas – e "pensadores independentes" - ao invés vez de apenas receptores conhecimento.

Pensamento Empático

Um dos maiores diferenciais na construção de relacionamentos positivos é a capacidade de empatizar. Essa capacidade está relacionada à consciência de si e do outro, à escuta ativa, à percepção emocional, à comunicação expressiva e ao respeito pelo outro.
 

Mas como ir além do "colocar-se no lugar do outro" e conseguir ferramentas para promover o desenvolvimento da empatia?

Esse é o desafio que iremos abordar no módulo de Pensamento Empático, oferecendo embasamento teórico sobre a Empatia, discutindo casos e oferecendo práticas que podem ser levadas para dentro dos grupos.

Pensamento Crítico

Ensinar utilizando as habilidades do pensamento crítico se faz necessário para que os alunos possam estabelecer conexões e construções de sentido que serão cruciais para suas vidas.

 

Sabemos que os professores sempre procuram formas interessantes para integração e interações na sala de aula. No entanto, quais são as habilidades de pensamento crítico e quais são as melhores estratégias para utilizá-las na sala de aula?

 

Pensar criticamente é mais do que apenas pensar com clareza ou racionalidade; é sobre pensar de forma diferente. Significa formular as próprias opiniões e tirar suas conclusões, independentemente da influência externa. Pensar criticamente é estabelecer uma disciplina de análise e estabelecer conexões entre ideias e estar aberto a outros pontos de vista e opiniões.

 

No módulo do Pensamento Crítico, além de estabelecer a conexão com os pensamentos Empático e Criativo, vamos discutir, construir e praticar alguns modelos de aplicação de estratégias do pensamento crítico na sala de aula ou programas de treinamento.

Pensamento Criativo

Você se considera uma pessoa criativa? Você quando era criança, usava e abusava da criatividade? Em que momento entre a infância e a vida adulta essa competência se apagou dentro de você?

 

A criatividade é, atualmente, uma das características fundamentais de pessoas que desejam promover inovação em seus ambientes. Muitas pessoas acham que a criatividade é um "dom" de alguns poucos “escolhidos” — pintores, escultores, designers ou escritores profissionais. Você também pode ser criativo como eles.

No nosso workshop PECC – Pensamento Empático, Crítico e Criativo nós vamos explorar o conceito e a prática da confiança criativa. Vamos desenvolver juntos algumas atividades para despertar ou aprimorar a sua criatividade. Nós acreditamos que no campo da educação muitas pessoas têm ideias e insights para oferecer como solução para lidar com um determinado problema, seja numa sala de aula ou na escola.

 

Vamos pensar um modelo de educação que possa contribuir para despertar novamente a criatividade de cada um. Vamos perceber a importância de promover um ambiente de inovação na sala de aula e na escola; e entender o papel do educador criativo dentro de uma escola.

QUEM

SOMOS

Educadores em busca de uma Educação mais integral, que prepare para a vida, para as necessidades do presente e do futuro.

André Dávila

Especialista em Franquias e Redes de Negócio, Especialista em Dinâmicas de Grupo, Licenciado em Pedagogia, Pós Graduado em Filosofia e Existência.

josé luiz lima

graduando em Pedagogia, Professor de História e Sociologia, Especialista em Inovação e Modelos de Negócio, Especialista em Antropologia do Comportamento e Consumo.

Julio freitas

MESTRE EM EDUCAÇÃO PARA A EMPATIA E EM ADMINISTRAÇÃO, 

20 ANOS DE EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO, CEO DO INSTITUTO EMPATIZAR E CRIADOR DOR MODELO DE COMPETÊNCIAS EMPÁTICAS.

você é estudante?

clique no botão abaixo e veja nossa promoção.

Temos preços especiais para grupos a partir de 3 pessoas.

Consulte pelo whatsapp (24) 98807-3288 - André

ou pelo e-mail: zeluizhistoria@hotmail.com